Entrada > Clipping > 2018_old > Prémio Liberdade Religiosa 2017 distingue defesa da igualdade de cultos

Prémio Liberdade Religiosa 2017 distingue defesa da igualdade de cultos

in site da República Portuguesa | 26-02-2017
A Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, e o Presidente da Comissão da Liberdade Religiosa, José Vera Jardim, entregaram o Prémio Liberdade Religiosa 2017 ao trabalho «O Papel da Sociedade Bíblica na construção da Liberdade Religiosa em Portugal durante a Monarquia Constitucional e a I República», da autoria de Rita Mendonça Leite.
Numa cerimónia que contou com a presença das diferentes confissões religiosas representadas na Comissão, a Ministra da Justiça realçou a importância da liberdade religiosa: «Vivenciamos hoje uma realidade cada vez mais diversa, também do ponto de vista das religiões e dos grupos religiosos, pelo que é preciso assegurar a existência de condições efetivas de liberdade de manifestação da fé e das crenças religiosas, em concretização do princípio da liberdade que a constituição da República acolheu».
Francisca Van Dunem referiu ainda o papel da Comissão da Liberdade Religiosa na realização das suas missões em matéria de investigação científica e conhecimento das igrejas e comunidades religiosas existentes em Portugal.
O Prémio Liberdade Religiosa, que foi retomado em 2017, visa reconhecer trabalhos de investigação científica na área da Liberdade Religiosa em Portugal, com realce para as vertentes teológica, filosófica, jurídica e sociológica.

Na cerimónia, foram ainda entregues as menções honrosas a Susana Machado e Inês Granja Costa, respetivamente com os textos «Uso de Símbolos Religiosos no local de trabalho: os limites à liberdade de manifestação das convicções religiosas» e «O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e os símbolos religiosos: o uso do véu muçulmano na Europa do século XXI».

 

Ler mais

Aqui são apresentadas as referências feitas à ESTG nos órgãos de comunicação social.

 

O clipping da ESTG é apresentado nos menus laterais desta página e encontra-se em atualização constante, podendo ser consultado o histórico, por ano civil, desde o ano de 2015.