Entrada > Clipping > 2017 > Investir e viver Amarante, vale a pena?

Investir e viver Amarante, vale a pena?

in Jornal de Amarante | 14-09-2017
Amarante, passou, nos últimos quatro anos, por um processo de transmutação inegável e deixou de ser apenas uma cidade histórica com um património e beleza natural ímpares, para ser um concelho onde vale a pena investir, participar, criar empregos, raízes e onde diariamente se sente a sua afirmação, conto uma terra mais voltada para os jovens, para as novas tecnologias, acessibilidades e progresso. Foram criadas ou estão prestes a ser, infraestruturas que, concretizando alguns sonhos antigos e muitos novos, alteram todo o paradigma da cidade, nomeadamente o Quartel da
GNR, as termas, a reabilitação de parte do parque escolar, a reabilitação e restauro do edifício da antiga casa da Câmara e Cadeia, os campos
sintéticos, o parque linear que junto ao rio que ligará o centro da cidade a Vila Caiz ao Solar dos Magalhães. onde com um projeto do arquiteto Siza Vieira será criada a Casa da Memória de Amarante, o Cineteatro, e tantos outros, tudo sem comprometer a estabilidade orçamental nem aumentar o endividamento do Município, ao contrário do que se quer fazer crer, já que grande parte do investimento resulta do aproveitamento eficiente de Fundos
Comunitários.

 

Ler mais

Aqui são apresentadas as referências feitas à ESTG nos órgãos de comunicação social.

 

O clipping da ESTG é apresentado nos menus laterais desta página e encontra-se em atualização constante, podendo ser consultado o histórico, por ano civil, desde o ano de 2015.