Entrada > Notícias > André Ribeiro venceu o Best Paper do MGP no ESTG Masters

André Ribeiro venceu o Best Paper do MGP no ESTG Masters

Notícia

André Ribeiro, estudante da ESTG, a escola de Tecnologia e Gestão do P.PORTO foi o vencedor do prémio Best Paper do Mestrado em Gestão de Projetos (MGP), na 10ª edição do ESTG Masters.


O estudante recebeu o prémio com o artigo “Project Management in Industry 4.0: The Role of the Future Project Manager 4.0”, em coautoria com os Professores Teresa Barros e António Amaral.

Sobre o trabalho desenvolvido…

Ao longo dos últimos séculos o sector industrial assim como a própria sociedade, sofreram mudanças rápidas e avanços tecnológicos através das revoluções industriais. Atualmente, a criação de valor na indústria, nos países mais desenvolvidos, está a ser impulsionada pela quarta revolução industrial, denominada por Indústria 4.0. Este termo compreende uma variedade de novas tecnologias para a digitalização e automação do ambiente de produção, bem como a criação de cadeias de valor digitais. Apesar das inúmeras vantagens associadas à indústria 4.0, esta mudança de paradigma também tem sido associada a um conjunto de desafios e dificuldades em temas como a requalificação de recursos humanos, investimentos, colaboração, normalização, modernização de novas tecnologias de informação e maior complexidade dos projetos. De facto, os projetos irão crescer continuamente em escala, complexidade e incerteza, mas os elementos principais da gestão de projetos continuarão a necessitar de uma combinação humana insubstituível, liderança, integração de especialistas e comportamento ético, ou seja, necessitam de um papel ativo do gestor de projetos. Assim sendo, este trabalho tem como principal objetivo perceber quais serão as competências que o gestor de projetos deverá apresentar para acompanhar esta nova revolução tecnológica.

Em que medida o teu projeto contribui para uma sociedade melhor?

O meu projeto poderá contribuir de forma bastante positiva para uma sociedade melhor, pois perspetiva uma mudança na forma como as organizações promovem a gestão dos seus projetos, dos seus recursos humanos, etc. 

De que forma a escola/professores contribuíram para este prémio?

Acredito que parte substancial do sucesso de cada aluno, deve-se aos bons exemplos que tem. O corpo docente da ESTG, com especial incidência nos docentes do Mestrado de Gestão de Projetos, e nos meus orientadores de dissertação, foram inexcedíveis tanto na componente científico-pedagógica, como na vertente humana da preocupação e entendimento comigo. Por isso, parte do meu deve-se obviamente aos docentes da ESTG.

Como perspetivas o futuro próximo?

Olho para o futuro com um sentimento de confiança. Sentimento este, promovido pela mudança geral do tecido empresarial Português, que atualmente se carateriza pela promoção de boas e melhores práticas, aposta contínua na formação, pelo aumento do nível tecnológico e científico e pela contínua integração de recursos humanos mais especializados e diferenciadores. Mas também olho o futuro com confiança devido aos conhecimentos e ferramentas aprendidas ao longo do Mestrado de Gestão de Projetos.

Como equilibras a tua vida profissional com a vida académica?

Esta é daquelas perguntas de difícil resposta, pois não existe nenhuma fórmula que nos aponte o caminho certo. Sendo trabalhador-estudante, obviamente que este equilíbrio se torna mais complicado de alcançar. No entanto, julgo que quando queremos realmente algo, fazemos todos os possíveis para alcançar os objetivos propostos, tanto na vida pessoal como na vida académica ou profissional.

 

André Ribeiro, estudante do Mestrado em Gestão de Projetos

Autor

ampn

Partilhar