Entrada > Notícias > ESTG colabora na formação dos “Jovens Empreendedores”

ESTG colabora na formação dos “Jovens Empreendedores”

Notícia

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico do Porto colabora num projeto promovido pela Associação Empresarial de Amarante assente num sistema alternativo de educação não formal para a aquisição e desenvolvimento de competências empreendedoras nos jovens.


O projeto Jovens Empreendedores – Construir o futuro 5.0 surge em 2012 da necessidade de se desenvolver competências de empreendedorismo e capacidade de resolução de problemas complexos, nos jovens em particular no concelho de Amarante.

A ESTG participa neste projeto destinado aos estudantes de Escolas localizadas no território de atuação da Associação de Municípios do Baixo Tâmega (Amarante, Baião, Celorico de Basto e Marco de Canaveses), através de workshops tecnológicos e mentoria de no apoio aos clubes de empreendedorismo.

Os Workshops tecnológicos incidem em várias temáticas - Ambiente Inteligente através de serviços e sensores; Microsoft PowerApps; preparação do vídeo Pitch, plataforma Arduíno e Robótica.  Com os clubes de empreendedorismo procura-se aumentar e aperfeiçoar as competências necessárias à execução de projetos como resultado de Bootcamps ou do Concurso de Ideias de Negócio, através de sessões de mentoria.

Carla Pereira, Vice-Presidente da ESTG com a responsabilidade das Relações Externas, Inovação, Empreendedorismo e Transferência de Conhecimento integra o Conselho Consultivo deste projeto. As atividades estão a cargo de cinco docentes da nossa Escola: Fábio Silva, Dalila Durães, Bruno Oliveira, Telmo Matos, Manuel Rodrigues que ficarão também responsáveis por avaliar o impacto social do projeto, analisando se através da formação em empreendedorismo e capacitação tecnológica, os jovens adquirem competências e modelos mentais de pensamento crítico, que os capacite para entenderem as estruturas subjacentes aos desafios complexos e ao mundo que os rodeia.

Esta colaboração da ESTG feita através do Gabinete de Apoio ao Empreendedor, iniciou recentemente, e tem uma duração prevista de 2 anos. Trata-se de um projeto cofinanciado pelo Fundo Social Europeu, através do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego – Programa Parcerias para o Impacto, que tem como Investidores Sociais a Fundação Manuel António da Mota, a Associação de Municípios do Baixo Tâmega e sete empresas: A. Soares Ribeiro &  Filhos, Lda; Cerâmica Fátima & Costa, Lda; Momel, SA; Peixoto & Peixoto, SA; A Mobiladora de Padronelo, Lda; SOMAIA - Transformação de Madeiras, SA; e Peixoto Freres SAS.

Autor

ampn

Partilhar